domingo, maio 21, 2006

Demagogia: o "novo" pronto a pensar.

Já há muito tempo que penso, e cada vez sedimento essa opinião, que discutir qualquer tema com seriedade é extremamente difícil nestes tempos de demagogia.
Qualquer pessoa que pense, sente, digo eu, que a primeira decisão correcta quando nos deparámos com um problema difícil é a análise desse mesmo problema. E as análises levam o seu tempo sendo a sua duração directamente proporcional à sua dificuldade, diria um pensamento sensato.
A propósito de Educação, no entanto, cada vez mais parecem surgir respostas prontas, soluções à medida, receitas aplicáveis. Os problemas da Educação, para muitos, parecem poder escapar até, quem diria ao escrutínio do método científico. Ou por já estar tudo inventado, daí o "back to basics" tão recorrente. Ou por serem os problemas da Educação, coisas de lana caprina, que qualquer senso comum resolve.
Demonstrar dúvidas está fora de moda. Ministros que lancem debates cujo fim não esteja pré-determinado ou que não "debitem", mal cheguem ao Ministério o rol de problemas e o catálogo de soluções só poderiam dar o papel de fracos. E de fracos...
Perante isto, resta-me o consolo de ler e reler os clássicos da Educação, que nalguns dos seus livros mais "existenciais" expõem todas as dúvidas que povoaram o seu caminho na tentativa de educar.
Ah! Como é difícil resistir à tentação da demagogia...

4 Comentários:

Blogger Miguel Sousa disse...

concordo em absoluto. O artigo sobre o discurso de Nóvoa publicado no Publico é uma pedrada no charco

12:53 da manhã  
Blogger henrique santos disse...

Miguel
a que artigo (dia) te referes? Gostava de o ler. Dá-me uma referência.

11:14 da manhã  
Blogger Miguel Pinto disse...

Creio que esse tal artigo a que o Miguel se refere está no meu cantinho, Henrique.

12:52 da manhã  
Blogger henrique santos disse...

É verdade. Já o li há dias.

8:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial