sábado, abril 22, 2006

"DESENCANTO DOS DIAS"

"DESENCANTO DOS DIAS

Não era afinal isto que esperávamos
não era este o dia
Que movimentos nos consente?
Ah ninguém sabe
como és ainda possivel poesia
neste país onde nunca ninguém viu
aquele grande dia diferente"

poema de Ruy Belo

A poucos dias de mais um aniversário do 25 de Abril de 1974, este poema, mostra-se "intemporal" e simultaneamente "situado" como me parece ser a Arte.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial