sexta-feira, novembro 21, 2008

A incultura da senhora ministra

trago-vos aqui uma prosa que li hoje do Fernando Dacosta no JN.
"Sem memória não há ideias, sem ideias não há pensamento, sem pensamento não há criatividade e sem criatividade não há futuro."
"Agora as pessoas, sobretudo as que nos governam, estão perversamente a apagar a memória e a vender o seu peixe. É por esta razão que os grandes criadores portugueses estão a dar grande importância à memória".
"Há medo, nunca vi tanto medo no meu país".
Ao ver a senhora ministra com muita habilidade política (no sentido da "porca" da política como salvo erro se lhe chamava em Portugal no século XIX) e escassa cultura a anunciar "aquelas coisinhas", só me lembrei de duas coisas. Ir ler o Leopardo do Lampedusa que para vergonha minha ainda não li, mas sei que tem uma frase do género "É preciso que algo mude para que tudo fique na mesma". E a seguir reler Maquiavel que aconselhava o Príncipe a ser mau mas com bom gosto.
Triste dum país cujos ministros confiam na incultura do seu povo para governar.

1 Comentários:

Blogger Maria Lisboa disse...

Infelizmente não sei se é o estado que é o espelho da nação, se é a nação que se está a tornar no espelho do estado. Mas isto é outra história... ou talvez seja a mesma.

Os ministros apostam na incultura do povo para o governarem porque a incultura deles próprios é enorme. O problema é que não se trata apenas de incultura, é muito mais do que isso. É a falta de carácter, o oportunismo, a desonestidade, a sobranceria e o desprezo com que tratam os outros que mais os marca. Constituem um corpo de parasitas que viveram longos anos, em atitudes servis, pendurados nas baínhas das calças de um conjunto de políticos, muitos deles com valor (considerando mesmo alguns que defendiam opiniões com que não concordava), que se fartou de os aturar, de ser alvo de joguinhos ignóbeis de poder, e se foi afastando, deixando lugar a estes vampiros, sedentes de protagonismo e de "sangue".

PS: Hoje sou eu que estou contente! Consegui, não uma moção a pedir..., mas uma decisão de suspensão imediata "da coisa"

O texto está aqui:

http://professorsemquadro.blogspot.com/2008/11/deciso-de-suspenso-de-todas-as.html

4:04 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial