domingo, outubro 12, 2008

Sentido para a luta

Depois de uma tarde completa a trabalhar para os meus alunos e para a escola, mas sem sequer pensar no monstrinho da avaliação, parei para vir aqui ao meu blogzito.
Que me apetece dizer: apenas que tenho a convicção que os professores, se quisessem e se se unirem, poderiam travar as iníquas políticas para o sector da Educação e para os professores em particular. Está em movimento alguma coisa que pode significar o início de uma contestação a sério. Faço votos que as organizações de professores, a Fenprof em especial, saibam motivar os professores para uma sábia acção. E desejo ardentemente que os professores se saibam unir contra aquilo que é visivelmente mau contribuindo para construir uma alternativa. Mais do que isso já não estará nas nossas mãos de professores.
Na verdade e ao longo da História, penso que aqueles que souberam lutar pelos seus ideais no fundo sempre tiveram motivos para se sentirem bem consigo próprios. Hoje, ao fim da tarde em que trabalhei para os meus alunos e para a minha direcção de turma sinto-me bem, como me sinto bem sempre que fiz gréve e foram muitas (todas), sempre que fui a manifestações (e perdi-lhes a conta), sempre que protestei na escola ou fora dela e apontei o que estava mal ou o que deveria ser mudado (e foram muitas essas vezes).
Os professores dignos desse nome e eu felizmente sinto-me fazer parte desse rol, têm tudo para se sentirem bem consigo próprios e para se sentirem legitimados na luta que agora deve começar a crescer. Lutar por gosto e com a consciência tranquila cansa menos do que se acomodar àquilo em que nos querem transformar: burros de trabalho amansados.

4 Comentários:

Blogger 3za disse...

Percebi o teu comentário lá no meu cantinho... :) Burros amansados, pois... Temos de evitar a todo o custo! Ontem o meu dia foi quase inteiro para eles... mais um bocadito para a tese... hoje... tese non stop... avaliação?... ainda não... ainda congemino a forma de continuar a resistência(para além daquela que teremos de fazer em conjunto, claro). Um bom restinho de Domingo e boa semana! Obrigada pelas palavras e visitas... :)

7:17 da tarde  
Blogger IC disse...

Henrique
Concordo totalmente contigo: Lutar por gosto e com a consciência tranquila cansa muito menos do que a pessoa acomodar-se às coisas que lhes querem impor, tais como as que estão a querer impor aos professores.

Sobre sites, respondi-te no meu cantinho e mandei-te email para o teu gmail - espero que tenha o endereço correcto. Diz-me se recebeste, pois tenho outro e-mail teu (devido às mensagens colectivas do Aragem)

9:22 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

O meu lema é lutar ou vegetar. :)

Miguel Pinto ~(o blogspot está com problemas?)

11:45 da manhã  
Anonymous Maria Lisboa disse...

Infelizmente, muita gente continua a preferir tomar aspirinas a tomar atitudes!

... é muito mais cómodo e não corre o risco de desagradar as hiererarquias...

3:57 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial