segunda-feira, maio 28, 2007

Pela Greve Geral

Está em curso uma verdadeira contra-revolução neoliberal
conduzida indecentemente pelas mãos dos falsamente denominados "socialistas" do PS no governo.
Hoje, na reunião sindical promovida pelo SPN na minha escola pude constatar como a ofensiva em relação aos trabalhadores da função pública, professores incluídos, é duma enormidade nunca vista. A tentativa de precarização, expressa nos diplomas legais previstos e outros já existentes (sobre perda de vínculos, sobre "avaliação", sobre aposentações, a destruição de direitos,
a destruição de serviços públicos e mesmo do seu conceito), é tão grande, que só aqueles trabalhadores que ignoram estes dados ou sobre os quais pesam ameaças muito concretas e graves se pode compreender a sua não participação.
O êxito da Greve Geral é muito importante para nós. Cada professor que não faça greve é, dum modo muito concreto ainda que possivelmente não intencional, cúmplice deste governo e deste ministério da Educação com tudo o que foi feito e está para se fazer. Pelo contrário, o sucesso desta greve poderá fazer toda a diferença, mostrando ao governo a força de quem trabalha e a nossa disposição em deixarmos prosseguir estas políticas anti-sociais.
Pela Greve Geral façamos chegar esta mensagem a todos os colegas das nossas escolas.

6 Comentários:

Blogger ProfContratado disse...

Infelizmente alguns colegas continuam com desculpas esfarrapadas para justificar o não aderir à greve... Presumo que não se apercebam qual a gravidade da "destruição" dos nossos direitos ou então (o que é pior!)fazem de conta...

Autor do blog Professores Lusos

9:52 da tarde  
Blogger SL disse...

1. Quando os professores fizerem o trabalhinho de casa, que é ler (no mínimo!) o Programa de Reforma da Administração Central do Estado (PRACE) e o Sistema Integrado de avaliação de Desempenho na Administração Pública (SIADAP), juntamente com todos os normativos legais que os acompanham, vão apanhar um susto tão grande que talvez então mudem de opinião -- ou de atitude.

2. Na minha escola vários são os distintos colegas coordenadores de departamento que marcaram reuniões de transcendental importância (escolha de manuais, a decorrer até 9 de Junho e outras preciosidades) para o dia... 30 de Maio, dia de greve.
Devem ser candidatos a titular que querem ter a certeza de que ninguém no Executivo o vai impedir...

10:49 da tarde  
Blogger JP disse...

Henrique,
o manual das desculpas está bem aberto, mas eu não me limito a ficar com as penas da galinha! Também quero comer e vou lutar por esse direito!
http://serprof.blogspot.com

Um abraço e até dia 30!
JP

11:25 da tarde  
Blogger Moriae disse...

Apelo excelente ... Vou citar, ok?
Abraço,
M.

12:55 da tarde  
Blogger Maria Lisboa disse...

É! As desculpas que inventam não param de me surpreender!

E quando usam como desculpa aquilo que, para mim, são precisamente parte das razões que constituem motivos para greve, não0 consigo deixar de sentir o quanto as pessoas são "pequeninas".

PS: o meu "chefe" marcou reunião de Conselho Pedagógico para amanhã! Lembrei-lhe a greve... disse que arriscava!!!
Também lhe perguntei logo o que é que ele precisava de aprovar que lhe fizesse jeito a minha ausência1 ;)

10:39 da tarde  
Blogger Moriae disse...

Companheiro, este é um movimento novo! Há poucas horas está a ser posto um movimento em marcha que visa paralisar a blogosfera.
Existe uma certa blogosfera que quer, também ela, participar na GREVE GERAL, só que não sabe como.
É simples, basta colocar esta imagem no teu blog [comunicação via comentários = colocar imagem às 0 horas]:

http://img409.imageshack.us/img409/9072/grevegeralvz7.jpg

Porque tu tens um amigo que tem um blog, porque alguém do teu livro de endereços tem outro amigo que tem um blog, é importante que contribuas para o movimento "assim não!".

Antes de reenviares a todos os constantes do teu livro de endereços, apaga por favor o remetente (from): estamos num estado de pré-ditadura.

Adiram se acharem bem! Abraço,
M.

11:38 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial