sexta-feira, abril 20, 2007

A nova "Brigada do reumático".

Hoje, na TV vi um acontecimento que me fez relembrar a "Brigada do reumático".
Para os mais jovens ou menos recordados evoco a célebre cerimónia em que os generais e brigadeiros das forças armadas portuguesas foram prestar vassalagem ao presidente, almirante Américo Tomás. Outros eram os tempos, outros eram os motivos. Recordo que, pouco tempo depois, as patentes inferiores das forças armadas derrubaram o regime.
Agora, outra brigada do reumático foi prestar vassalagem ao jovem Sócrates que recebeu com expressão emocionada e mediaticamente encenada o apoio.
Se vejo semelhanças, vislumbro grandes diferenças. O primeiro acontecimento foi submergido pelo fenómeno democrático do 25 de Abril que permitiu liberdades cívicas ao povo e prometeu direitos às camadas populares. Neste segundo acontecimento, augura-se que o homenageado permaneça ao leme do governo ou - remota e em nada nova hipótese - seja substítuido pelos mesmos do costume. Há 33 anos o poder estava a cair de velho. Neste momento, os intérpretes dão-lhe uma aparência de novo.
Há quem diga que a história se repete, umas vezes na versão de tragédia outras na de farsa, ou vice-versa. Eu, nestes dois episódios só vislumbro farsa. Mais evidente no primeiro. Mais caricata no segundo.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger Maria Lisboa disse...

Tadito, do dito!!!!

Andam a persegui-lo, com certeza!!!

Agora tem problemas com o seu BMW! (1ª página do expresso de hoje!

:)

3:04 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial