sexta-feira, abril 20, 2007

Fenprof: um modo de estar no sindicalismo.

Há quem do exterior se refira ao sindicalismo docente como de um corporativismo ultrapassado. Quem como eu participou internamente e muito por dentro e ainda hoje participa como professor sindicalizado na Fenprof sabe que esta federação sindical nunca teve uma postura corporativa. Há problemas: não os nego e já tenho vindo a referir alguns de que acho que a Fenprof padece. Mas a Fenprof sempre teve, desde a sua fundação, uma preocupação de enquadrar as suas perspectivas num quadro muito mais lato do que as questões laborais a que o poder de hoje (e do passado) sempre quis remetê-la. Por vezes não conseguiu transmitir, por culpa própria, essa preocupação genuína - tão difícil de fazer em breves momentos que lhe são concedidos nos média.
Que essa preocupação é uma realidade é a principal razão que me leva a ser sindicalizado e não num sindicato qualquer mas na Fenprof. Os imensos textos, discursos, documentos produzidos pela Fenprof ao longo dos seus 25 anos de vida documentam essa realidade de que falo.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger Maria Lisboa disse...

:)

3:02 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial