terça-feira, outubro 25, 2011

Banalização da barbárie

Hoje na hora do almoço, vi imagens de Kadhafi a ser brutalmente espancado antes de ser morto.

De facto o que aconteceu deve ser noticia e em telejornais e imprensa de referência mereceria análise séria. O que me parece absolutamente reprovável e deseducativo é haver canais públicos, a horas matinais ou vespertinas a apresentarem este tipo de imagens. Se há limitações horárias para apresentação de filmes de ficção com certos tipos de conteúdo, porque é que esta "realidade" entra pelos olhos de crianças ou jovens, ainda por cima comentadas e editadas de forma absolutamente imprópria pelos execráveis media da nossa praça.

Mas convenhamos: depois de sete meses de desinformação, com os bombardeamentos de civis na Líbia a serem considerados pelos media de acções humanitárias, o que aconteceu hoje é um "pormenor". É a banalização da barbárie, feita em primeira instância pelos terroristas de estado das potências dominantes e multiplicada pelos servis meios de comunicação social.

PS. Não sou defensor oficioso de Kadhafi, nem defensor do seu regime e nunca o convidei oficialmente para minha casa como o fizeram certos governantes que nos últimos meses se juntaram para o bombardear e que agora estão a reunir-se para a partilha dos despojos (Petróleo e Gâs).

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial