segunda-feira, setembro 08, 2008

Lá como cá.

Continuação da citação do post anterior:
"... Lamentavelmente, nem todos os advogados da reforma reconhecem esta verdade. É que nos anos seguintes à publicação, em 1983, de A Nation at Risk, quando o nosso debate nacional sobre educação se tornou um evento mediático "público", fechámos virtualmente os olhos à natureza, aos usos e ao papel do ensino. Não foi bem assim: increpámos com azedume a profissão docente como inqualificada, e concentrámo-nos na amplificação das suas qualificações e competências para ensinar. O ensino tem sido tratado como um mal necessário; quem dera que tivéssemos computadores para o fazer. Alienámos assim, provavelmente, o nosso maior aliado na reforma."
Comentário: há significativas ou quase totais semelhanças em relação às "reformas" nos países capitalistas avançados e com uma diferença de duas décadas em relação a nós. Porque é que isto acontece?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial